9 de julho de 2008

CIÊNCIA DO AMOR*

Aproveito o ensejo
para vislumbrar
céus, terra, estrelas
e a doçura desse mar

Aproveito o desejo
para me embriagar
do nobre cálice de vinho
no entorpecente bebericar

E me jogar nessa estrada
com curvas que desafiam
a nossa pobre Física

Tu és a menina sorriso
que atormenta o norte
desses pobres homens

Volumes, formas, coração
Geometria perfeita
Química insuspeita
Sentimento sem um "senão"

Feliz e raro
aquele que tomar seu amor
pois dele sempre será
sua alegria sem penhor.

*Para Camilla Borges

Um comentário:

  1. Amei!!!
    Guardo com carinho desde então...
    Sucesso sempre!!!
    Bjs...
    Saudades...
    Camilla Borges.

    ResponderExcluir